MS EM CENA PROSSEGUE COM ESPETÁCULOS INFANTIL, CIRCENSE E PÓS-DRAMÁTICO

A Semana Cultural – MS EM CENA – 5ª. Representação prossegue sua programação com apresentações de grupos de Mato Grosso do Sul e de São Paulo. O público interessado deve retirar o ingresso com uma hora de antecedência no local das apresentações.
Hoje, 05 de novembro, às 15h, no anfiteatro da UFMS – Unidade 1, haverá a apresentação do espetáculo “O rei que não sabia rir”, do Grupo Identidade Teatral, de Campo Grande/MS. A peça trata sobre um rei rabugento que propõe a troca de função com o Bobo da Corte sem o conhecimento do Guarda Real, instalando a partir daí uma série de confusões e equívocos no castelo, garantindo o que nos atrevemos denominar como “Comédia para a Infância”. Com apenas dois atores em cena e, lançando mão do recurso do ator coringa, o espetáculo brinca e abusa do “faz de conta”.
No anfiteatro da UFMS, às 20h30, haverá apresentação do espetáculo “Números”, do Grupo Os Geraldos, de Campinas/SP. O espetáculo é uma comédia em que um grupo de artistas mambembes se multiplica em diversas funções para apresentar uma série de números inspirados na tradição circense. Um espetáculo que traduz o amor do artista pelo seu público e que apostando no talento humano para realizar esta alquimia que transforma pobreza de recursos em ,matérias em arte, torna-se uma metáfora não apenas na situação do artista hoje, mas do próprio povo brasileiro. Também ele um alquimista que transforma sua miséria material em arte, alegra e beleza.
Além disso, às 23h, em sessão extra, terá a apresentação do espetáculo “Era pra ser outra coisa”, da 1ª Turma de Bacharelado de Artes Cênicas da UFGD, no galpão da antiga N.O.B. Pautado nos paradigmas do teatro pós-dramático, utiliza as tecnologias como elemento de cena, contando com uma dramaturgia fragmentada, construída a partir de textos de diversos autores, como Carlos Drummond de Andrade, Álvaro de Campos, Mário Quintana e Vicente Van Gogh, além de textos do grupo. Em cena, os atores levam a plateia para o universo de discussão pouco realizada no cotidiano acelerado pelo sistema. Andar e nunca saber para onde ir, acreditar que qualquer lugar fosse resposta e perceber que era preciso colocar para fora e discutir as dúvidas, para não pensar que estava parado. Pessoas que questionam os “por que”, e com os olhos abertos sonham as utopias e viajam nas memórias emotivas. A vida surpreende na câmera lenta que segue, e a vida caótica confunde o sentimento, desordem resulta em clareza e os momentos viram desejos contínuos de falar e ser ouvido, essa é a hora de pensar nas dúvidas que não cessam e lembrar que a ampulheta do tempo gira em todo momento. Doe um pouco do seu tempo e se entregue para ser outra coisa.
A semana cultural segue com apresentações teatrais diárias até o dia 13 de novembro. Três Lagoas: palco de espetáculos, plateia de emoções.


15h
“O REI QUE NÃO SABIA RIR”
Identidade Teatral – Campo Grande/MS
Local: Anfiteatro da UFMS – Unidade I
Gênero do Espetáculo: Comédia Infanto Juvenil.
Autor do Texto: Marcos Alexandre de Melo
Direção: Marcos Alexandre
Elenco: Ângela Montealvão e Marcos Alexandre
Música Original: Cia Identidade Teatral
Sonoplastia: Cia Identidade Teatral
Iluminação: Catarina Guerch
Cenário: Marcos Alexandre
Figurino: Ângela Montealvão (concepção) Ladir Nantes (confecção)
Maquiagem: Ângela Montealvão
Tempo de duração do espetáculo: 40 minutos
Classificação: 3 Anos




20h30min
“NÚMEROS”
Os Geraldos – Campinas/MS
Local: Anfiteatro da UFMS – Unidade I
Gênero do Espetáculo: Adulto
Autor do Texto: Roberto Mallet e Os Geraldos
Direção: Roberto Mallet
Elenco: Carolina Martins Delduque, Douglas Rodrigues Novais, Gustavo Valezi dos Santos, Julia Cavalcanti dos Santos e Maira Coutinho Hérissé
Música Original: Os Geraldos
Sonoplastia: Os Geraldos
Iluminação: Douglas Novais e Os Geraldos
Cenário: Roberto Mallat e Os Geraldos
Figurino: Roberto Mallat e Os Geraldos
Maquiagem: Os Geraldos e Heloisa Cardoso
Tempo de duração do espetáculo: 50 minutos
Classificação: 14 Anos



23h
“ERA PRA SER OUTRA COISA” (Grupo Convidado)
1º Turma de Bacharelado em Artes Cênicas/UFGD – Naviraí/MS
Local: Galpão da Antiga N.O.B. (ao lado da antiga Estação Ferroviária)
Gênero do Espetáculo: Teatro Pós-Dramático
Autor do Texto: O Coletivo
Direção: Gil Esper
Elenco: Alexandre Magnum, Aristeo Serra Negra, Carlos Arruda Anunciato, Isis Beatriz Anunciato, Indira Delabio Brito, Luiz Eduardo Rodrigues Gasperin, Paulo Magaiver e Samara Felício
Música Original: Marcelo Jeneci, Caetano Veloso, Angelo Badalamenti/David Lynch/John Neff, Os Mutantes, The Turtles, Cazuza e Edu Lobo
Sonoplastia: João Dadico
Iluminação: Gil Esper, Rodrigo Bento e João Dadico
Cenário: O Coletivo
Figurino: Rodrigo Bento
Maquiagem: O Coletivo
Tempo de duração do espetáculo: 60 minutos
Classificação: 14 anos

0 comentários:

Postar um comentário