Teatro Educação – com grupos do CRASE Coração de Mãe, Espetáculo de Rua e Grupo de Andradina/SP são as atrações para esta quinta-feira no MS Em Cena



A Semana Cultural “MS em cena: 4ª Representação” prossegue com mais apresentações teatrais de grupos locais e regionais.

9h
“CELESTINO QUASE SE DEU MAL”
Grupo de Teatro Crase Coração de Mãe – Três Lagoas/MS
“Módulo Fomento”

Local: Anfiteatro da UFMS – Unidade I
Direção: Valdeir Augusto Gonçalves (Guto)
Gênero: Comédia
Classificação Indicativa: Livre
Elenco: Daiana Lima Francisca da Silva, Daniela Rodrigues dos Santos, Edvaldo dos Santos Filho, Elias de Campos Brizola Júnior, Emelly Moreira de Oliveira, Euller Hamilton Rodrigues Moreira, Gabrielle Fernanda Scarpara de Camargo, Laiane Lima Francisco da Silva, Mariana Cristina da Silva, Matheus Felipe Francisco Álvares, Matheus Pereira Alves, Paula Ianca da Silva Simão, Tainara Adriele de Lima e Silva, Talita Amaro Bernardo

Sinopse: Essa peça conta a história. De um nordestino que com muito sacrifício vende seu melhor amigo, o jumento Ambrosínio, para tentar a vida na cidade grande. Uma história com muita aventura e comédia, onde Celestino aprenderá na prática como se prevenir das dificuldades, tais como DST/AIDS e a utilização de drogas, pois a conscientização dos métodos contraceptíveis, através de médicos especializados.

14h30min
“UMA LUZ NA ESCURIDÃO”
Grupo de Teatro Crase Coração de Mãe – Três Lagoas/MS
“Módulo Fomento”

Local: Anfiteatro da UFMS – Unidade I
Direção: Valdeir Augusto Gonçalves (Guto)
Gênero: Drama
Classificação Indicativa: Livre
Elenco: Alicio Garcia Leal Neto, Andresa Soares, Angélica Barbosa Farias Santos, Caroline Lopes Porto Cavalcante, Davi Rosa Souza Silva, Ewerton Martins Pereira, Fábio Silva e Souza, Franciele Oliveira de Moura, Gabrielly Santana de Barros, Heriton Ferreira da Costa, Jivanna Eduarda Braghin Ferreira, Isabela Ferreira de Freitas Moura, Kézia Paula Rodrigues dos Santos, Luis Augusto Paulino da Costa

Sinopse: Esta peça retiramos de uma história de vida de uma ex-aluna do programa social agente jovem. Passa-se numa família de 5 pessoas: a mãe doméstica, o pai operador de máquina que trabalhava na fazenda e ficava meses fora de casa, o filho mais velho de 18 anos, a filha do meio de 15 anos, e a filha caçula de 10 anos. Devido a ausência do pai, o filho mais velho assumia o papel de homem da casa, levando suas irmãs para o colégio e fazendo comida. O mesmo conheceu, na própria escola, alguns falsos amigos que o levaram para o caminho da escuridão, que são as drogas. Ele acabara por roubar da própria casa para manter seu vício, a irmãzinha caçula sempre o segue para aquela boca de fumo, observando as atitudes de seu irmão. Este, o filho mais velho da família, passa por muitas provações para saber através da dor o mal que as drogas podem causar, na qual ele presenciou de perto a morte de um amigo por overdose e vivenciou, na sua família, a destruição, pelas suas próprias atitudes sobre o efeito da droga. Ao ver sua irmã morta, assassinada pelos traficantes, ele tentará buscar em Deus sua última salvação.

Ainda hoje, 11 de novembro, às 17h, na Praça da Igreja Santo Antônio, o espetáculo “O Viajante”, do Grupo de Teatro Identidade. O espetáculo conta as peripécias de um viajante que só faz viajar, andar pelo mundo. Um dia, diante de um reino diferente, ele vive situações de aventura e emoção, de acordo com a estória de um contador de causos, que encanta o povo do lugar em noites de lua mansa.

Além disso, no Anfiteatro da UFMS, às 20h30, o espetáculo “Eu já fui pra capitar!”, da Cia. Herdeiros da Arte, de Andradina/SP. A peça é uma versão caipira da emocionante parábola do “Filho Pródigo”. Isabela se diz cansada da vidinha “dos interiô” junto do irmão Tonho e, desiludida do namorado, o “safado” do Godofredo, resolve ir para a capital buscar a LIBERDADE, a “VERDADEIRA FELICIDADE”. Ao chegar na capital Isabela fica admirada com grandeza das coisas. Vestida em seus trajes caipiras, sua maquiagem borrada, seu jeito simples de ser, Isabela tem dificuldades para se comunicar. As pessoas zombam dela, mas na sua ingenuidade, a jovem caipira interpreta tudo ao contrário, pensa que estão sendo simpáticos com ela. Então Isabela conhece Kiko, um traficante que lhe oferece serviço e que a colocará no mundo das drogas. Um verdadeiro carrossel marcará para sempre a vida de Isabela.

A semana cultural segue com apresentações teatrais diárias até o dia 15 de novembro. Vivencie (n)esta semana cultural!

Mais informações:

67-3509-3718 / 3929-1133 Ramal 223 / 9988-5148

www.teatroidentidade.blogspot.com

0 comentários:

Postar um comentário